Acordes

Manifestação de acorde

A maior parte das bibliografias define " coincidente " como a casamento de 3 ou mais notas tocadas ao mesmo tempo. Há inúmeras combinações possíveis de se realizar com notas, ficando nos mais variados acordes. Por isso, para favorecer a vida dos músicos, cada acorde recebe um nome.

Este nome é experiente nas notas essenciais que conhecemos ( piedade, ré, mi, fá, luz, lá, si).

Acordes naturais

Antes de exercitar como se efetua nome aos acordes, é fundamental saber que alguns acordes recebem o mesmo nome das notas ( piedade, ré, mi, fá, luz, lá, si). São os chamados acordes naturais. Cada um desses acordes é idealizado por 3 notas. E há uma regrinha para encontrar quem são essas 3 notas.

As notas que formam os acordes naturais são o primeiro, o alcoviteiro e o quinto graus de suas respectivas escalas. Mais adiante, iremos adaptar essa exemplo na execução, para favorecer a visualização.

Antes disso, realmente compensa saber que um acorde pode ser maior, menor ou cortado. Essas nomenclaturas estão relacionadas com o alcoviteiro nível.

Coincidente maior

Para fazer os acordes maiores, você usa o alcoviteiro nível maior.

Coincidente menor

Para fazer os acordes mais baixos, você usa o alcoviteiro nível menor.

Confira nosso vídeo embaixo que evidência na execução como fazer acordes maiores e mais baixos nos instrumentos:

Coincidente cortado

No momento em que o acorde não tem o alcoviteiro nível, ele não pode ser habilitado como maior, nem sequer como menor, recebendo o nome de " cortado ".

Os linguagem usados são os seguintes: "m" para expressar que o acorde é menor e "sus" para expressar que o acorde é cortado.

No momento em que não houver qualquer desses linguagem, significa que o acorde é maior. Veja os exemplos embaixo, usando o acorde de piedade:

Já o quinto nível, em os dois os casos (acordes maiores ou mais baixos naturais), é a quinta combate.

Veja um pouco da especulação por após do acorde cortado:

Bom, agora que já aprendemos as regras, vamos fazer acordes usando estes conceitos. Pense num acorde que você pretende fazer. Por exemplo, Piedade maior.

Primeiro nível: Piedade

Alcoviteiro nível maior: Mi

Quinto nível ( quinta combate ): Luz

Então, o acorde de Piedade maior é idealizado pelas notas Piedade, Mi e Luz. Basta que você aperte ( ou deixe badalar ) essas notas no seu instrumento que você terá o acorde de Piedade maior.

Vamos fazer agora o acorde de Fá menor:

Primeiro nível: Fá

Alcoviteiro nível menor: Lá bemol

Quinta combate: Piedade

Então, o acorde de Fá menor é idealizado pelas notas Fá, Lá bemol e Piedade.

É dessa maneira que se maneira um acorde. Nos próximos artigos, veremos mais detalhes sobre os tipos de acordes que podemos montar, além dos acordes naturais básicos que já mostramos, introduzindo o conceito de tríades e tétrades.

Nosso propósito é realizar com que você saiba como montar qualquer acorde, mesmo que ele seja complicado ou cheio de extensões, sem ter necessidade de utilizar a um léxicon de acordes.

Não esqueça de se associar em nosso canal para ficar por dentro de todas as nossas aulas exclusivas.